Gravlax, é um prato de salmão curado, originário da escandinava que, segundo a lenda, os pescadores cobriam os seus peixes com sal e açúcar e enterravam na terra para que eles curassem por alguns dias.

 “Grav”  significa  buraco no chão e Lax significa salmão, portanto o nome significa salmão enterrado.

Minha mãe é especialista em realizar este prato, fica tão bom que quase nunca consigo tirar uma foto, vou passar a receita dela e se fosse vocês eu experimentaria.

 

Gravlax

Ingredientes:

1 manta de salmão com pele

1 maço de endro

1/2 xícara (chá) de sal grosso

1/2 xícara de açucar mascavo

1 colher (sopa) de pimenta do reino branca

1 colher (sopa) de coentro em grão

1 colher (chá) de semente de erva doce

 

Modo de preparo:

Lave o peixe e seque com um papel toalha e reserve;

Lave o endro, seque e também reserve;

Bata no liquidificador o sal, o açúcar, a pimenta, o coentro, a erva doce poe aproximadamente 2 minutos;

Transfira para uma travessa e misture o endro;

Forre uma superfície com filme plástico e coloque o salmão com a pele voltada para baixo, espalhe a pasta preparada sobre o salmão;

Embrulhe o salmão com plástico filme e feche bem para que não solte o tempero;

Faça pequenos furos na ple para vazar o liquido que se formará;

Forre uma assadeira com várias folhas de papel toalha e coloque o peixe com a pele voltada para baixo e sobre o peixe um objeto pesado como um refratario de vidro;

Leve à geladeira e a cada 6 horas, troque o papel toalha e verifique se o líquido está sendo escoadopelos furinhos do filme, deixa marinar por 48 horas;

Após o período da marinada, desembrulhe o salmão e retire o excesso de tempero, raspando com as costas de uma faca;

Com uma faca afiada, corte o salmão em tiras bem finas, descartando a pele;

Sirva a seguir com torradas e relish de pepino.